Site sobre Finanças Pessoais e Educação Financeira

  • +55 63 9233.3793 (Whatsapp)
  • contato@sabendoeconomizar.com.br

    Novidades

    TESOURO DIRETO: O QUE É E COMO FUNCIONA

    TESOURO DIRETO: O QUE É E COMO FUNCIONA

    Diversas pessoas estão me procurando e solicitando explicações sobre o Tesouro Direto, já que venho falando insistentemente deste tipo de investimento e outros canais que lidam sobre Economia também. Então vamos lá, explanar de maneira rápida e fácil o que o Tesouro Direto.

    módulo 6 1O Tesouro Direto é um Programa do Tesouro Nacional desenvolvido em parceria com a BMF&F Bovespa para venda de títulos públicos federais para pessoas físicas, por meio da internet, ou seja, não necessitamos ir a lugar nenhum para realizar os investimentos, de dentro da nossa casa, do nosso escritório ou de qualquer lugar que tenha acesso a internet, podemos estar realizando os investimentos bem como os resgates.

    O Tesouro Direto é o investimento mais democrático que existe, pois independentemente do valor a ser investido, as taxas serão as mesmas para todos. O objetivo do Tesouro Direto é democratizar o acesso aos títulos públicos, ao permitir aplicações com apenas R$ 30,00, ou seja, muito menor até do que cobrado por alguns bancos para deixar o seu dinheiro se desvalorizando na Caderneta de Poupança.

    O Tesouro Direto vem contribuir para a diversificação e complementação das alternativas de investimento disponíveis no mercado, ao oferecer títulos com diferentes tipos de rentabilidade (Prefixados, atrelados à variação da Inflação ou à variação da taxa de juros básica da economia - Selic), com diferentes prazos de vencimento. Sendo assim, após a realização do se Planejamento Financeiro (cliquei aqui para saber o que é). Com tantas opções, fica fácil achar um título indicado para a sua necessidade. 

    Além de ser completamente acessível e de apresentar opções de investimento que se encaixam aos seus objetivos financeiros, o Tesouro Direto, hoje com a Taxa da Inflação e Taxa Selic em queda, oferece excelente rentabilidade (Lei aqui e entenda como) e liquidez diária, e é a aplicação de menor risco do mercado, representando assim uma excelente oportunidade para você realizar seu planejamento financeiro sem complicação.


    MAS O QUE SÃO TÍTULOS PÚBLICOS?

    Os títulos públicos são ativos de renda fixa, ou seja, seu rendimento pode ser dimensionado no momento do investimento, e este tipo de módulo 6 2investimento é considerado mais conservador, ou seja, de menor risco. Ao comprar um título público, você empresta dinheiro para o governo brasileiro em troca do direito de receber no futuro uma remuneração por este empréstimo, ou seja, você receberá o que emprestou mais os juros contratados no ato da aquisição do título. Dessa maneira, com o Tesouro Direto, você não somente se beneficia de uma alternativa de aplicação financeira segura e rentável, como também ajuda o país a promover seus investimentos em saúde, educação, infraestrutura, entre outros, indispensáveis ao desenvolvimento do Brasil. Cabe ressaltar que os títulos públicos são negociados apenas escrituralmente, isto é, não existe um documento físico que representa o título. Você terá a garantia da aplicação por meio do número de protocolo gerado a cada operação e o título adquirido ficará registrado no seu CPF, podendo ser consultado a qualquer tempo por meio do seu extrato no site do Tesouro Direto.

    Ao investir no Tesouro Direto, você opta pelo tipo de investimento de menor risco da economia, pois os títulos públicos são 100% garantidos pelo Tesouro Nacional.

     

    CANAIS PARA APLICAÇÃO:

    Recomendo que faça seus investimentos, por diversas formas:

    • ATRAVÉS DO SITE DO TESOURO DIRETO: com a sua senha, você acessa a área restrita do site e realiza a compra, a venda, a programação de investimentos, a consulta de extrato, dentre outras transações;
    • ATRAVÉS DO SITE DA SUA INSTITUIÇÃO FINANCEIRA: algumas instituições habilitadas integraram seus sites ao do Tesouro Direto, tornando-se um agente integrado. Isso significa que você pode comprar e vender títulos públicos no site da própria instituição financeira, a qualquer momento, com os mesmos preços e taxas do site do Tesouro Direto.
    • ATRAVÉS DO APLICATIVO DO TESOURO DIRETO: com a sua senha, você acessa a área restrita do site e realiza a compra, a venda, a programação de investimentos, a consulta de extrato, dentre outras transações;

     

    COMO COMEÇAR A INVESTIR

    De início, se faz necessário que possuam Cadastro de Pessoa Física – CPF e tenham conta corrente ou conta poupança em alguma instituição financeira. Este passo é importante, pois são Pré-Requisitos para que se faça o Cadastro em uma Instituição Financeira habilitada (ou Agente de Custódia). Clicando aqui você terá acesso a todas estas instituições. Abaixo colocamos as que não cobram taxa de Custódia do investidor.

    TABELA CORRETORAS TD

    REALIZANDO O CADASTRAMENTO NO TESOURO DIRETO

    Como mencionado anteriormente, você deve se cadastrar em alguma agente de custódia habilitada. Para se cadastrar, você deve entrar em contato com a instituição financeira escolhida, fornecer as informações solicitadas e enviar a documentação exigida. Todo este processo é feito via internet, com documentos transitando por meios eletrônicos. Logo após efetivado o cadastro, a BM&FBOVESPA envia para o e-mail cadastrado (cuidado quando realizar o cadastro, tome cuidado com o e-mail enviado, pois este será o seu meio de contato eletrônico) a senha provisória, sendo você integralmente responsável pelo seu uso e manutenção do seu sigilo. Essa senha é o meio de acesso à área restrita do site do Tesouro Direto, onde são realizadas as operações de compra e venda, assim como consultas a saldos, extratos, etc. No primeiro acesso, o próprio sistema solicitará a digitação de nova senha, que será a senha definitiva para operar no Tesouro Direto. Caso queira alterar suas informações cadastrais, você deverá efetuar a solicitação de alteração à sua instituição financeira e apresentar a documentação solicitada.

    As alterações de endereço eletrônico e senha poderão ser realizadas por você mesmo, diretamente na área restrita do site do Tesouro Direto.


    QUAL O HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO

    O site do Tesouro Direto fica disponível para realizar consultas 24 horas por dia, 7 dias por semana, e em relação às operações, nos dias úteis, das 9h30 às 18h, você poderá investir e resgatar com os preços e taxas disponíveis no momento da transação. Das 18h às 5h e ao longo de todo o fim de semana ou feriado, os preços e taxas exibidos no site do Tesouro Direto são apenas para referência. Você poderá realizar investimentos e resgates, mas serão considerados os preços e taxas de abertura do mercado do próximo dia útil.


    Títulos Públicos Disponíveis
    São vários os títulos disponíveis a disposição do investidor, sendo que cada um poderá se adequar a sua realidade e sua necessidade de investimento. Para isso, são ofertados os seguintes títulos:

    • Tesouro Prefixado (LTN): títulos com rentabilidade definida (taxa fixa) no momento da compra;
    • Tesouro Selic (LFT): títulos com rentabilidade diária vinculada à taxa de juros básica da economia (taxa média das operações diárias com títulos públicos registrados no sistema SELIC, ou, simplesmente, taxa Selic);
    • Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais (NTN-B): título com rentabilidade vinculada à variação do IPCA, acrescida de juros definidos no momento da compra;
    • Tesouro IPCA+ (NTN-B Principal): título com rentabilidade vinculada à variação do IPCA, acrescida de juros definidos no momento da compra;
    • Tesouro Prefixado com Juros Semestrais (NTN-F): títulos com rentabilidade prefixada, acrescida de juros definidos no momento da compra.

     

    Preços de Compra e Venda

    Os Preços de Compra e venda de todos os títulos públicos é calculado com base nas taxas praticadas pelo mercado, apuradas para a data de liquidação da compra. O preço de venda oferecido ao investidor pelo Tesouro Direto é calculado pelo Tesouro Nacional com a aplicação de uma diferença sobre o preço de compra. Estes preços estão disponibilizados em Tabela de Preços e Taxas dos Títulos, e estes valores podem ser alterados a qualquer momento.

    Os investidores que estiverem montando a sua cesta de títulos no momento da alteração dos preços receberão uma notificação com os preços atualizados. O investidor poderá confirmar a cesta de títulos com os novos preços, alterar as quantidades ou valores da cesta ou desistir da operação.

     

    Forma de Pagamento das Compras de Títulos Públicos

    Para a compra dos títulos públicos no site do Tesouro Direto, o investidor deve acessar a área restrita do site ou da sua instituição financeira (agente de custódia) integrada, observar os títulos públicos disponíveis (características, vencimentos, preços e taxas) e montar a sua carteira. Basta escolher os títulos que deseja e confirmar a compra. Deve ter certeza disso pois após a confirmação da compra, não há como cancela-la. O pagamento das compras será efetuado por sua instituição financeira e, para isso, o investidor deverá ter os recursos financeiros suficientes, no valor total da operação, de acordo com os prazos e regras por ela definidos e comunicados previamente ao investidor.

    Após a confirmação da compra, se o pagamento não for efetuado, o investidor receberá uma advertência (enviada pela CBLC - Central de Custódia da BM&FBOVESPA), por meio de e-mail, alertando-o quanto às penalidades previstas em caso de reincidência. Na segunda ocorrência de não pagamento, o investidor fica suspenso por 15 (quinze) dias, ou seja, não pode efetuar nenhuma compra no Tesouro Direto durante este período. Se houver outra reincidência, o tempo de suspensão é de 30 (trinta) dias. Da quarta reincidência em diante, o investidor será suspenso por 60 (sessenta) dias. Caso o Investidor, após a advertência ou o término da suspensão, permaneça 60 (sessenta) dias sem ocorrência de não pagamento, passa a ser considerado como se não tivesse tido quaisquer ocorrências de não pagamento.


    PRAZOS DE LIQUIDAÇÃO

    A liquidação é a última etapa do processo de compra e venda, na qual se dá a transferência da propriedade do Título e o pagamento/recebimento do montante financeiro envolvido.

    1. Liquidação da Compra: Os títulos adquiridos no Tesouro Direto estarão disponíveis no extrato do investidor, registrados, portanto, em CPF, após a liquidação do mercado, ou seja, às 17h de D+2, onde D é o dia da compra, que se estende de 9h00 de D até às 5h00 de D+1. Entre a data de compra e a data em que os títulos tornam-se disponíveis, o investidor poderá consultar o estágio do processo de liquidação da compra nas consultas de protocolos da área restrita do site do Tesouro Direto. Enquanto a compra dos títulos não é finalizada/liquidada, é visualizado o status "Em liquidação".
    2. Liquidação da Venda: Já os recursos resultantes de venda antecipada de títulos estarão disponíveis na instituição financeira, a partir de 13h00 de D+1, onde D é o dia da venda, que se estende de 18h00 de D até às 5h00 de D+1.
      A data e horário de depósito em sua conta dependerão dos procedimentos operacionais de sua instituição financeira.


    Taxas Cobradas

    São 2 as taxas existentes no Tesouro Direto, sendo a cobrada pela sua instituição financeira e a cobrada pela BM&FBOVESPA, referentes aos serviços prestados.

    1. Taxa cobrada pela BM&FBOVESPA: Taxa de custódia de 0,30% a.a. sobre o valor dos títulos referente aos serviços de guarda dos títulos e às informações e movimentações dos saldos.
    2. Taxa cobrada pela instituição financeira: A taxa cobrada pela instituição financeira é livremente pactuada com o investidor, conforme demonstrado no quadro abaixo.

    TABELA CORRETORAS TD

    TTIBUTAÇÃO

    Os impostos cobrados sobre as operações realizadas no Tesouro Direto são os mesmos que incidem sobre as operações de renda fixa, como fundos de investimento e CDBs: o Imposto Sobre Operações Financeiras (IOF), para resgates da aplicação em menos de 30 dias, e o Imposto de Renda (IR), com alíquota regressiva a depender do prazo do investimento, da seguinte maneira:

    1. 22,5% para aplicações com prazo de até 180 dias;
    2. 20% para aplicações com prazo de 181 dias até 360 dias;
    3. 17,5% para aplicações com prazo de 361 dias até 720 dias;
    4. 15% para aplicações com prazo acima de 720 dias.

    Os dias para efeito de incidência de imposto de renda são contados a partir da data da compra.


    Saldos e Extratos do Investidor

    O investidor do Tesouro Direto pode obter extratos e consultar saldos a qualquer tempo. Para fazê-lo basta acessar a área restrita do site do Tesouro Direto (após inclusão de CPF e senha), clicar na opção CONSULTAR do MENU SUPERIOR e selecionar o item EXTRATO CONSOLIDADO. Como os títulos públicos são marcados a mercado, o extrato/saldo do investidor reflete o preço de mercado dos títulos. Desta forma, havendo queda nos preços negociados no mercado, o saldo do investidor cairá. Por outro lado, se houver valorização do título, o saldo do investidor irá se elevar. Entre a data de compra e de vencimento, o preço do título flutua em função das condições do mercado e das expectativas quanto ao comportamento das taxas de juros futuras. Um aumento na taxa de juros de mercado em relação à taxa que foi comprada pelo investidor provocará uma queda no preço do título. Já uma diminuição na taxa de juros proporciona o efeito contrário.

    O valor do título na carteira do investidor é atualizado considerando essas variações. O título é atualizado de acordo com o valor que ele é negociado no mercado secundário no momento, procedimento conhecido como marcação a mercado. Desta forma, havendo queda nos preços negociados no mercado, o saldo do investidor cairá. Por outro lado, se houver valorização do título, o saldo do investidor irá se elevar.
    Se o investidor permanecer com os títulos até a sua data de vencimento, receberá o valor correspondente à rentabilidade pactuada no momento da compra, independente das variações de preço do título ao longo da aplicação. Entretanto, no caso da venda antecipada, o Tesouro Nacional recompra o título com base em seu valor de mercado. Logo, na venda antes do vencimento, o retorno da aplicação poderá ser diferente da acordada no momento da compra, dependendo do preço do título no momento em que o investidor decidir vender o título.

    Estas são as informações básicas para se investir no Tesouro Direto. Parecem muitas as informações, mas depois que o investidor começa a aplicar e investir, verá que são informações fáceis e que não apresentam dificuldades.

    Caso necessite de informações adicionais, estaremos a disposição para lhe ajudar no e-mail (Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.) e se inscreva no nosso curso do Tesouro Direto, que está disponibilizado do Lado direto da nossa página.

    Se já é investidor ou pretende ser, deixe seu comentário abaixo.

    Lido 315 vezes

    Também estamos no Facebook

    Fale conosco

    Email 
    Assunto 
    Dúvida